Fazer alongamento traz benefícios?

Alongamento é um termo que se tornou popular, quase sempre relacionado ao aquecimento, saúde e performance esportiva e/ou artística. Fazer alongamento traz benefícios? Todavia, se faz necessário compreender o que seja alongamento. Quando pensamos em um músculo do corpo humano, devemos estar cientes que o mesmo deve estar fixo em pontos ósseos, sendo no mínimo dois pontos de fixação e quase sempre em ossos diferentes. Nessa condição os músculos possuem determinado comprimento e alguns possuem características de serem longos e finos, outros curtos e grossos, havendo exceção.

Quando os pontos ósseos de fixação de um músculo se afastam, eles são tracionados, sofrem tensão e aumentam o seu comprimento, sendo dito que o músculo se alongou. O termo alongamento aqui utilizado se refere ao tipo de exercício físico, e não somente à característica do aumento do comprimento.

Quando o músculo se deforma com o seu aumento de comprimento, pode não gerar desconforto ou dor e, ao término do estímulo, continuar íntegro, sem dano tecidual, caracterizando que o exercício foi de alongamento muscular. Por vezes, na mesma condição de aumento de comprimento muscular, há desconforto ou dor e dano tecidual, que permanece ao seu término. Estas são características dos exercícios chamados de treinamento de flexibilidade.

alongamento

Mas, o que seria flexibilidade? O termo de forma isolada significa amplitude do movimento existente em uma determinada articulação. Por exemplo, é comum o cotovelo possuir a flexibilidade para o movimento de flexão em torno de 150°, treinamento de flexibilidade significa treinar para aumentar a flexibilidade articular. Para tal, faz-se necessário aplicar uma técnica que leve em segurança os músculos ao seu estado de desconforto.

O caso específico de alongar antes ou depois dos exercícios físicos deve ser visto com relação aos fatos estudados, em que não há evidências de melhoria de desempenho com o alongamento realizado antes dos exercícios, até mesmo como forma de aquecimento.

Pode-se, hoje, ao contrário, considerar que existem evidências que a prática de exercícios de alongamento antes de exercícios ou gestos que necessitem de força ou velocidade máxima pode reduzir o seu desempenho. Para os praticantes de exercícios físicos não vigorosos, não há restrição para a prática dos exercícios de alongamento antes desses tipos de exercícios.

Ao término de exercícios físicos, o alongamento só deve ser realizado quando não tiverem produzido danos teciduais pelo próprio esforço das suas realizações, como no caso de musculação com elevadas sobrecargas. Pode-se, nesses casos, ser considerado que um músculo que já possua microlesões pode tê-las aumentadas com os exercícios de alongamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *