Entrevista com a personal trainer Nivia Junqueira

Nivia Junqueira

Nivia Junqueira é mineira e, em 2009, se formou em Educação Física em uma das primeiras e mais tradicionais escolas de Educação Física do Brasil, a Escola Superior de Educação Física de Muzambinho-MG, atual Instituto Federal Sul de Minas.

Durante a graduação, participou de grupos de pesquisa na Universidade de São Paulo (USP) e publicou artigos científicos na área de síndrome metabólica e exercício físico (obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol elevado, doenças cardiovasculares), juntamente com o Laboratório de Hemodinâmica da Escola de Educação Física da USP coordenado pela professora Cláudia Forjaz.

Após concluir o curso, começou a trabalhar na Unimed Circuito das Águas em São Lourenço-MG, como educadora física em um projeto de saúde e qualidade de vida.

Em 2011, mudou para São Paulo disposta a iniciar sua carreira como Personal Trainer. Trabalhou por um ano na Fábio Medina Assessoria Esportiva e aproveitou a oportunidade para conhecer mais sobre o mercado de Personal Training e treinamento de corrida.

Após esse período tornou-se autônoma. Com sua experiência, ajuda pessoas a aderirem ao hábito do exercício físico com prazer. As aulas são dinâmicas e adequadas a cada cliente, o trabalho é voltado para a interação corpo/mente e, não apenas corpo, o que faz com que os clientes sintam bem estar físico/mental e tomem o gosto pela atividade física.

Quais as maiores dificuldades da atividade de Personal Trainer?

Eu sou autônoma, não trabalho atualmente em academia. Já trabalhei, por pouco tempo, e saí por vontade própria. Então, dessa forma, vejo que maior dificuldade na área de personal trainer é o início da carreira, principalmente em relação a captação de clientes. Mas depois que você começa fazer um bom trabalho com 3, 4, 5 alunos, as coisas acontecem e as indicações aparecem. Em seguida vem o desafio em manter um bom atendimento e oferecer bons resultados aos clientes para ganhar mais indicações. Outra dificuldade é concentrar alunos próximo à própria residência para economizar tempo e dinheiro com transporte. Tudo isso vem com o tempo, dedicação e esforço. Algumas dicas ajudam muito como: cartão de visita bem feito, carta de apresentação, um site com bom conteúdo ou redes sociais mostrando o próprio trabalho e os resultados. Além, sempre de bom atendimento e educação.

Atualmente, a maior demanda em seu trabalho é de pessoas que desejam perder peso ou ganhar massa? Essa demanda varia pelo sexo?

No meu caso, a demanda maior é por emagrecimento e saúde. Pego poucos alunos com desejo de ganhar massa muscular porque meu trabalho nesses 5 anos em São Paulo foram voltados para essa área. Por ser mulher, tenho mais alunas mulheres. Elas se sentem mais a vontade. Mas também tenho alunos homens. E a idade varia de 16 a 74 anos.

Quais os exercícios mais procurados por seus alunos e quais os que você mais indica?

Trabalho com treinamento funcional e musculação. São os mais procurados por quem deseja contratar um personal trainer. E são os que mais indico.

Qual a diferença de se malhar por conta própria ou procurar um bom acompanhamento de um personal?

Sem dúvida as diferenças são: a segurança durante os treinos e os melhores resultados. Isso porque, além da individualização do trabalho, o personal trainer acompanha dieta, sono, emoções e frustrações, e o dia a dia do cliente. Dessa forma, é possível realizar alterações necessárias durante o planejamento e os treinos.

Quais as suas dicas para aquelas pessoas que sempre dizem, “eu não tenho tempo para ir à academia”?

A primeira dica é parar de se sabotar. O exercício deve ser prioridade. Se você não coloca isso como objetivo diário, você irá inventar inúmeras desculpas para não se movimentar. A segunda dica, e não menos importante, é controlar a ansiedade. Se a pessoa é sedentária, o primeiro objetivo é se movimentar todos os dias, nem que seja por 5, 10, 15 minutos de atividade moderada. O foco é sair da zona de conforto. Não adianta colocar grandes objetivos, como emagrecer 10 kg em um mês se a pessoa ainda é sedentária. Tem que ir com calma, pensar lá na frente, mas com os pés no chão. Vivendo cada dia, um após o outro, tendo a certeza que os resultados virão com a rotina de atividades, treinos e uma vida ativa. É criar o hábito!

Para finalizar, fale da importância da prática de atividades físicas tanto para quem deseja perder peso ou ganhar massa muscular.

Aproveitando o gancho das dicas, a prática regular de atividade física é essencial para quem quer perder peso ou ganhar massa muscular. Um corpo ativo obtém resultados mais rápidos e, principalmente, mantém tanto os níveis de gordura mais baixos quanto maior massa muscular. Viver a base de dietas para emagrecer é se limitar a muitas coisas boas da vida. Exercitar-se diariamente é essencial para a saúde, para a estética e para uma vida mais feliz e equilibrada.

capa_ebook_3d_reduzida

eBook GRÁTIS
Seguindo as dicas certas, é possível ter mais saúde e qualidade de vida









Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *