Dietas para emagrecer

No mercado existem várias dietas para emagrecer. Porém, é preciso conhecer cada uma delas a fundo e descobrir qual é a mais indicada para você, além de conter todos os alimentos necessários para o bom funcionamento do corpo e não causar prejuízo sério para a saúde.

As dietas para emagrecer geralmente seguem padrões, por exemplo: número de calorias, balanceamento de proteínas e carboidratos, além de claro beber muita água e aliar tudo isso aos exercícios físicos.

Mas você sabe diferenciar as dietas para emagrecer? Pois não adianta nada usar todas elas misturadas, sem conhecimento e sem um objetivo definido.

alimentação saudável

Dieta Dash

Ela baseia-se num cardápio com pouca gordura saturada e sal, valorizando o consumo de frutas, vegetais, grãos integrais, peixe, frango e nozes.

O principal objetivo dela é atender as pessoas que possuem hipertensão ou estão propensas à doença. Isso porque o regime tem como principal objetivo eliminar o consumo de gorduras saturadas e gordura total, além do colesterol ruim.

Dieta Mediterrânea

É baseada claramente nos países mediterrâneos, ávidos consumidores de carnes, ervas e especiarias diferenciadas. Uma das alterações dessa dieta é substituir o sal por ervas na hora de temperar a comida.

Outra indicação é diminuir o consumo de carne vermelha e apostar nas aves e nos peixes, pois são proteínas magras.

Por fim, uma taça de vinho por dia também pode ajudar a alcançar a perda de peso mais rápido. Mas, beba com moderação.

Dieta Ravenna

Ficou bastante conhecida no Brasil por ter sido o regime que fez a ex-presidente Dilma Rousseff perder 13 kg em pouco tempo.

O programa consiste em ingestão de baixa de calorias – entre 800 e 1200, além de proibir carboidratos que estão presentes nos doces, pães, nas massas, no milho, arroz e na batata.

Os laticínios também são liberados, bem como as proteínas magras, mas em doses reguladas. Dentre os vegetais, a couve-flor e berinjela são destaques.

Dieta Turca

Composta por massas, vegetais, carnes vermelha e branca, a culinária turca enriqueceu com a imigração dos nativos para a Ásia Central. Entre os elementos trazidos de lá, temos o iogurte e o yufka (massa fina, também conhecida como phillo ou filo), que são a base de pratos como o baklava e o bureka.

Há também os já conhecidos dos brasileiros, como o dolma (charutinho de folha de parreira ou videira), o döner e outros tipos de kebab ou mantis (espécie de ravioli), begendi (pasta de berinjela semelhante ao babaganoush árabe), o pilaf de arroz e o kadayif (doce feito de massa cabelo de anjo, ricota e pistache), presente na culinária árabe com o nome de kneff.

Após definir qual a dieta alimentar que mais de adapta as suas necessidades, é fundamental ter um método de treinamento, pois somente fazer uma alimentação adequada não vai funcionar. Um método que surgiu há alguns anos e vem fazendo enorme sucesso, já tendo atendido milhares de homens e mulheres, é o Fórmula 47, do Tiago Bastos. Revolucionário e com exercícios intensos, focados na rápida queima de gordura, no ganho de massa e na definição muscular, o Fórmula 47 se tornou um dos programas de emagrecimento mais procurados.

Para quem ainda não conhece, vale a pena clicar na imagem abaixo, pois é um curso para emagrecer e modelar o corpo. O método de treinamento é inovador, fugindo daquela rotina chata de exercícios que são sempre iguais e pouco eficientes.

One thought on “Dietas para emagrecer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *