Cuidados que um atleta de fim de semana deve ter

Ao iniciar a prática de uma atividade física, antes o indivíduo deve passar por uma avaliação médica e, posteriormente, por uma avaliação funcional com um profissional de Educação Física, para assim, com segurança, começar a prática da atividade em questão. Além disso, a atividade física deve ser acompanhada por profissionais capacitados, como também praticada continuamente, caso que não acontece com o atleta de fim de semana.

O profissional de Educação Física, baseado nos exames médicos e no seu conhecimento técnico, detém a capacidade de elaborar um programa de atividades físicas e acompanhar a sua prática, com isso atende ao objetivo de cada um ou da atividade física específica, diminuindo os riscos que ela pode trazer.

atividade física fim de semanaO atleta de fim de semana, por não ter como hábito a prática contínua de atividade física, não está com o seu coração, músculos e articulações adaptados para um esforço físico atípico. Esse esforço pode acarretar lesões, doenças cardiovasculares e óbito, sendo este, evidentemente, o caso mais grave. Os riscos se agravam quando os atletas de fim de semana buscam atingir os mesmos níveis de pessoas que praticam continuamente alguma atividade.

Na busca de aperfeiçoamento e evolução em alguma atividade física, esta deve ser praticada continuamente. Caso isso não aconteça, adaptações fisiológicas, como adaptação no sistema neuromuscular, ficarão prejudicadas devido à falta de continuidade no exercício. Ao começar uma atividade, esse sistema passa por uma adaptação básica, em que o indivíduo atinge um nível de iniciante. Dando continuidade, novas adaptações no sistema neuromuscular vão acontecendo, e o praticante vai atingindo níveis mais elevados no exercício. Assim como no sistema neuromuscular, o sistema cardiovascular também sofre adaptações durante a prática contínua de atividade física.

Constata-se, portanto, que a prática de atividade física é algo sério que exige a orientação e supervisão de profissionais capacitados. Um atleta de fim de semana, normalmente, não tem esse acompanhamento, ou seja, corre riscos. Além disso, sendo um atleta ocasional, é sinal que não tem continuidade na prática de atividade, com as adaptações no sistema neuromuscular e cardiovascular ficando prejudicadas, não deixando o indivíduo apto para evoluir. O caso piora quando o atleta de fim de semana, em busca de melhorar a performance, começa a se esforçar em excesso, podendo acarretar uma lesão ou algum tipo de doença.

capa_ebook_3d_reduzida
eBook GRÁTIS
Seguindo as dicas certas, é possível ter mais saúde e qualidade de vida









 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *