A musculação é uma atividade física para todos?

De forma clara e objetiva, a resposta é sim. A musculação é um tipo de atividade física para todas as pessoas. Musculação é o termo utilizado no Brasil, atualmente, para o tipo de atividade física que ocorre através da prática de exercícios localizados, com ou sem sobrecarga, realizado em máquinas ou com o uso de implementos (barras, tornozeleiras, halteres, elásticos). Essa atividade normalmente é realizada em academias ou onde simplesmente houver espaço, mínimos implementos e a orientação de um profissional de Educação Física.

Os objetivos e recomendações para a prática de musculação são variados e vão de questões tradicionais como a estética ao tratamento de várias doenças, como: coronarianas, reumáticas, posturais e obesidade.

As principais questões que sustentam a prática de musculação para todos são: trabalho individualizado que respeita as necessidades e possibilidades de cada um ser; ganho de força muscular; possibilidade do aprimoramento da postura, desenvolvimento ou manutenção da autonomia para realização das tarefas laborais e do cotidiano (funcional), maior desempenho esportivo, redução dos riscos de lesões, auxílio no processo de emagrecimento e no tratamento de doenças em geral, sendo considerado um esporte pela existência do levantamento básico (supino, agachamento, levantamento terra).

musculaçãoA musculação é uma atividade física que não deve sofrer preconceito. Quem define, em qualquer tipo e atividade da vida e profissional o seu mérito, é o trabalho que será desenvolvido. A musculação é vítima do rótulo construído por leigos, na visão do trabalho exclusivo para hipertrofia (aumento da massa muscular) a qualquer custo, até mesmo com o uso de anabolizantes, fomentando o desenvolvimento da grave doença vigorexia ou anorexia inversa (necessidade incontrolável de aumento da massa muscular).

Para que musculação seja uma atividade física para todos, alguns cuidados devem ser seguidos: buscar uma academia legalizada que possua profissionais registrados no Conselho Regional de Educação Física; que tenha equipamentos novos ou no mínimo em bom estado de conservação; obter liberação médica para a respectiva prática de musculação; ter saudável alimentação antes (de 2 a 3 horas) e depois, bem como se hidratar antes, durante e depois da prática da musculação; os programas inicialmente não devem ser longos, tendo no máximo 8 exercícios; incluir algum tipo de treinamento em esteiras, transport, bicicleta ou similar; começar treinamento de 2 a 3 vezes por semana; manter o intervalo de 48 horas entre as sessões de treinamento; não repetir consecutivamente os mesmos segmentos (partes) do corpo; realizar de 2 a 3 de séries por exercícios, sem necessidade que os exercícios sejam realizados com a sobrecarga máxima; realizar os exercícios em toda amplitude do movimento; não ficar exausto; sentir satisfação em perceber os seus músculos e organismo ativos; não copiar programas de treinamento de amigos e mudar os seus hábitos de vida incluindo a musculação no seu dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *